Brasil no 2o lugar mundial em phishing

Paulo Brito
26/09/2014

Brasil no 2o lugar mundial em phishingUma análise realizada por especialistas da Kaspersky Lab sobre as últimas estatísticas de spam revelou que o volume de ataques de phishing sobre a Austrália quase dobrou, tornando-o país mais visado do mundo para ataques desse tipo. A análise dos números de agosto mostra que o número de ativações de componentes anti-phishing em computadores de usuários australianos respondeu por quase um quarto dos ataques totais de phishing do mundo, com 24,4 por cento. Com esse ranking, a Austrália empurrou o Brasil (com 19,5 por cento) para a segunda posição. O Reino Unido (15,2 por cento) e o Canadá (14,6 por cento) ficaram em terceiro e quarto lugares, respectivamente. Em agosto houve um aumento de 62% da atividade de phishing, com 32 milhões de detecções globalmente. Especialistas atribuem esse crescimento considerável em ataques de phishing ao declínio sazonal da demanda por publicidade spam –  que é disparada ilegalmnente por cibercriminosos. Para não ficarem sem dinheiro, eles recorrem ao phishing, explica a analista Tatyana Shcherbakova,, da Kaspersky.

Compartilhar:

Últimas Notícias