Bolsa Família sofre ciberataque, mas operação é abortada

Da Redação
23/03/2023

O Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS) foi alvo de um ataque cibernético na tarde de terça-feira, 21, que tirou seus sistemas do ar. A pasta é a responsável pelo cadastro das 22,7 milhões de famílias do Bolsa Família e também gerencia os pagamentos dos benefícios. 

Técnicos que atuaram na defesa dos sistemas disseram ao site O Bastidor, o primeiro a noticiar o ataque, que suspeitavam que os hackers pretendiam invadir o ambiente de pagamentos de benefícios do Bolsa Família e assumir o controle.

Segundo o site, os ataques começaram por volta das 16h da terça-feira, quando os hackers conseguiram transpor os dispositivos de segurança (firewalls) do MDS e disparar ataques distribuídos de negação de serviço (DDoS), derrubando parte dos sistemas da pasta, sobretudo os serviços web. 

Veja isso
PF prende três por defacement de páginas do TSE
Alexandre de Moraes manda investigar vazamento de dados de ministros do STF

Ataques DDoS são feitos por meio do disparo de um elevado volume de requisições, provenientes de milhares, às vezes, dezenas de milhares, de origens diferentes, geralmente de equipamentos espalhadas pelo mundo todo, sobrecarregando um sistema, o que geralmente acaba por interromper a sua operação.

O ambiente em que está instalado o Bolsa Família tem armazenado todos os dados dos beneficiários do programa social do governo. Graças a habilidade dos técnicos envolvidos na defesa do ambiente de TI do MDS, os invasores não conseguiram invadir o sistema do Bolsa Família. Mas, caso tivessem sido bem-sucedidos, as consequências seriam devastadoras.

O site diz ter procurado o MDS para comentar a situação, mas não obteve resposta.

Compartilhar: