Bloqueio de GPS obriga a desvio de voos no Oriente Médio

Memorando examinado pelo The New York Times revela que aviões estão perdendo contato com sinais de satélites e voos têm tido as rotas devido a interferências em GPS no Oriente Médio
Da Redação
27/11/2023

Aviões estão perdendo contato com sinais de satélites, voos têm tido as rotas desviadas e pilotos têm recebido dados de localização falsos ou alertas imprecisos de que estão voando próximo ao solo, de acordo com agências reguladoras de segurança da União Europeia e um memorando interno examinado pelo The New York Times. A Administração Federal de Aviação também alertou os pilotos sobre o bloqueio de GPS no Oriente Médio.

Segundo o jornal americano, a interferência de radiofrequência — destinada a interromper os sinais de satélite usados por foguetes, drones e outros armamentos — aumentou após a invasão da Ucrânia pela Rússia no início de 2022 e se tornou ainda mais intensa neste outono no Oriente Médio. A interferência pode envolver bloquear sinais de satélite, abafando-os com ruído, ou falsificá-los, imitando sinais de satélite reais para enganar os destinatários com informações enganosas.

A interferência de rádio até agora não provou ser perigosa. Mas os sistemas de aeronaves se mostraram em grande parte incapazes de detectar falsificação de GPS e corrigi-la, de acordo com o Opsgroup, uma organização que monitora mudanças e riscos na indústria da aviação. Um jato da Embraer com destino a Dubai quase desviou para o espaço aéreo iraniano em setembro, antes que os pilotos descobrissem que o avião estava perseguindo um sinal falso.

Veja isso
Bug em dispositivos Wi-Fi de aviões abre portas para invasão
Bug pode levar aviões da Bombardier para direção errada

“Só percebemos que havia um problema porque o piloto automático começou a virar para a esquerda e para a direita, então era óbvio que algo estava errado”, relataram os membros da tripulação ao Opsgroup.

Os aviões normalmente podem voar com segurança sem sinais de satélite, e as grandes aeronaves comerciais têm ao menos seis sistemas de navegação alternativos, disseram os pilotos. Jatos executivos como Dassault Falcons, Gulfstreams e Bombardiers parecem ser mais suscetíveis a falsificação de sinal, disse a Agência de Segurança da Aviação da União Europeia.

Compartilhar:

Últimas Notícias