Black Friday 2019 sofre menos tentativas de fraude online

Número medido pela Konduto é pequeno (1,14% do total de pedidos) e ao mesmo tempo 20,3% inferior ao que foi registrado no mesmo evento de 2018

A taxa de tentativa de fraudes sobre o total de pedidos do comércio eletrônico brasileiro na Black Friday 2019 ficou em apenas 1,14%, segundo balanço da Konduto, empresa que presta serviços de prevenção à fraude para lojas de comércio eletrônico e sistemas de pagamento digital. O número representa uma queda de 20,3% em relação à Black Friday de 2018, quando a taxa foi de 1,43%. O número também é inferior à taxa média anual do Brasil, que no ano passado foi de 2,2% do total de pedidos.

“A queda reforça a tese de que a ação dos criminosos não aumenta em períodos como a Black Friday. O que aumenta em uma data sazonal como esta é o número de pedidos legítimos no e-commerce, já que muitos consumidores se animam com as campanhas promocionais dos varejistas. Por outro lado, os criminosos cibernéticos não intensificam os seus golpes, o que acaba ‘diluindo’ a quantidade de pedidos fraudulentos”, diz Tom Canabarro, CEO e cofundador da empresa.

A Konduto analisou mais de 3,1 milhões de pedidos, de cerca de 4 mil lojistas, durante os quatro principais dias de promoções (de quinta-feira, dia 28 de novembro, a domingo, dia 1º de dezembro). Na sexta-feira, principal dia de promoções, foram analisados 15 pedidos por segundo. O ticket médio desses pedidos ficou em R$ 445,55, quase a mesma quantia do ano passado (R$ 446,70).

Em relação ao volume financeiro, os pedidos analisados pela Konduto somados ultrapassaram a cifra de R$ 1,3 bilhão na Black Friday 2019. A tentativa de fraude sobre o total de transações ficou em 2,24% – o que significa que, a cada R$ 1 mil em pedidos, R$ 22,40 estavam relacionados a compras feitas por estelionatários. A taxa também aponta que a Konduto evitou mais de R$ 31 milhões em fraudes online ao e-commerce brasileiro.

Os segmentos com mais fraudes

O segmento de eletroeletrônicos foi o mais visado durante a Black Friday, com 4,8% de tentativas de fraude, o que manteve a tradição de criminosos concentrarem suas ações em produtos como smartphones, laptops e tablets, que possuem alto valor agregado e poder de revenda. Isso colaborou para que o ticket médio dos pedidos ilegítimos chegasse a R$ 879,35, quase o dobro do ticket médio geral.

O segundo lugar no ranking de fraudes por segmento ficou com o setor de turismo (1,6% de tentativas de fraude), seguido pelo setor de calçados (1,4%) e de saúde e cosméticos (1,27%). Por outro lado, eletrodomésticos (0,59%) e acessórios (0,41%) tiveram índices bem abaixo da média. Outro ponto positivo é o setor de esportes/lazer, que chegou a 2,89% de tentativa de fraude no ano passado e teve queda drástica, para 0,3%.

Os números da Black Friday 2019

Total de pedidos analisados pela Konduto
3.107.163

Total de lojas analisadas
Aproximadamente 4 mil

Volume financeiro analisado
R$ 1.385.323.062,04

Fraudes evitadas (em R$)
R$ 31.067.521,57

Taxa de tentativa de fraude (sobre o total de pedidos)
1,14%

Taxa de tentativa de fraude (por dia, por número de pedidos)
28/11 (quinta): 1,53%
29/11 (sexta): 0,97%
30/11 (sábado): 1,19%
01/12 (domingo): 1,05%

Taxa de tentativa de fraude (sobre o volume financeiro)
2,24%

Taxa de tentativa de fraude (por segmento)
1. Eletrônicos: 4,8%
2. Turismo: 1,60%
3. Calçados: 1,40%
4. Saúde e cosméticos: 1,27%
5. Livros: 1,00%

Ticket médio de pedidos na Black
R$ 445,85

Ticket médio de pedidos fraudulentos na Black
R$ 879,35

E mais algumas curiosidades…

• 23h de sexta-feira foi o horário com mais pedidos, seguido por: 11h, 22h e 12h do mesmo dia

• 13h de sexta-feira foi o horário com mais pedidos suspeitos, seguido por: 17h, 23h e 22h do mesmo dia

• Sexta à tarde foi o período com as compras fraudulentas de maior ticket médio

• Sexta, entre 11 e 16h, foi o período com as compras legítimas de maior ticket médio

• Considerando a Cyber Monday, a Konduto processou, entre quinta e segunda-feira, 3.814.107 pedidos

• Ainda com a Cyber Monday, foram R$ 39.305.161,29 evitados em fraudes

Compartilhe
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp