Bancoestado chile

Banco espanhol Globalcaja é alvo de ciberataque de ransomware

A instituição financeira garantiu aos clientes que o ataque de ransomware não comprometeu nenhuma conta ou contrato, nem afetou o funcionamento de sua plataforma de banco eletrônico, Ruralvía
Da Redação
06/06/2023

O banco espanhol Globalcaja confirmou na sexta-feira passada, 2, que sofreu um ataque de ransomware que afetou alguns de seus sistemas locais. O grupo de ransomware Play assumiu a autoria do ataque. Em nota oficial publicada no Twitter — em espanhol —, a instituição financeira disse que o ataque ocorreu na última quinta-feira, 1º, o que a levou a ativar seus protocolos de segurança.

 Globalcaja garantiu aos clientes que o ataque de ransomware não comprometeu nenhuma conta ou contrato, nem afetou o funcionamento de sua plataforma de banco eletrônico, Ruralvía, aplicativo móvel de banco e finanças, cujas funcionalidades permaneceram inalteradas.

A empresa também confirmou que os clientes podem continuar realizando suas operações financeiras com segurança por meio do banco online e usar os caixas eletrônicos disponíveis sem qualquer preocupação.

Como parte das medidas de precaução, o Globalcaja desativou temporariamente estações de trabalho específicas em um esforço para conter o incidente e limitar qualquer impacto potencial. “

O banco enfatizou que está trabalhando ativamente para normalizar a situação e analisar minuciosamente o incidente.

Veja isso
PF faz operação contra fraudes bancárias com apoio da Febraban
Hackers brasileiros lançam ciberataque a bancos portugueses

Rebecca Moody, chefe de pesquisa de dados da Comparitech, disse à Infosecurity que houve um aumento nos ataques de alto perfil a instituições financeiras neste ano. Entre os incidentes mais notáveis estão o ataque cibernético ao Tri Counties Bank nos EUA, que mais tarde foi reivindicado pelo grupo BlackBasta, um ataque à Latitude Financial na Austrália, que comprometeu cerca de 14 milhões de registros, e os ataques da gangue LockBit à Fullerton India, exigindo um resgate de US$ 3 milhões, e ao Bank Syariah Indonésia, com uma demanda de US$ 20 milhões.

“Como podemos ver neste último caso contra a Globalcaja, os ataques a esses tipos de organizações são particularmente preocupantes devido aos dados altamente confidenciais que eles possuem”, acrescentou Moody. “Embora as instituições financeiras devam ser elogiadas por não cederem às demandas dos hackers, elas também devem ajudar os clientes a tomar todas as medidas necessárias para se protegerem contra roubo de identidade e outros tipos de fraude.” Com agências de notícias internacionais.

Compartilhar:

Parabéns, você já está cadastrado para receber diariamente a Newsletter do CISO Advisor

Por favor, verifique a sua caixa de e-mail: haverá uma mensagem do nosso sistema dando as instruções para a validação de seu cadastro. Siga as instruções contidas na mensagem e boa leitura. Se você não receber a mensagem entre em contato conosco pelo “Fale Conosco” no final da homepage.

ATENÇÃO: INCLUA newsletter@cisoadvisor.com.br NOS CONTATOS DE EMAIL

(para a newsletter não cair no SPAM)