Banco do Brasil na mira do hacker que vazou o GTA 6

Da Redação
25/09/2022

Um jovem de 17 anos foi preso na cidade de Oxfordshire, sudeste da Inglaterra, pela polícia de Londres: ele é suspeito de ter atacado os servidores da empresa de games Rockstar, de onde roubou e vazou o código fonte do novo game GTA VI (Grand Theft Auto VI). Ele é ligado ao grupo Lapsus$, segundo fontes familiarizadas com o caso. E segundo o perfil de Twitter “Michael” (@LegacyKillaHD), que observou de perto os ataques, “ontem surgiram provas mostrando que na semana passada o jovem inglês esteve atacando outras empresas além da Rockstar e da Uber … entre elas o Banco do Brasil”.

A polícia fez um comunicado público no Twitter dizendo que “Na noite de quinta-feira, 22 de setembro de 2022, a polícia da cidade de Londres prendeu um jovem de 17 anos em Oxfordshire por suspeita de hacking, como parte de uma investigação apoiada pela Unidade Nacional de Crimes Cibernéticos (NCCU). Ele permanece sob custódia policial”.

Veja isso
Hacker da Uber pode ser integrante do grupo Lapsus$
Hackers contam como invadiram a Uber em 2016

Segundo “Michael”, o jovem seria o líder do Lapsus$: “O grupo Lapsus$, liderada pelo jovem de 17 anos, tem membros no Brasil. Pode ser que os outros hackers envolvidos estejam no Brasil”, disse num post do Twitter. O autor do post suspeita que esse jovem usasse o pseudônimo de Lily Howarth nos fóruns de cibercriminosos: “Como agora sabemos que existem vários indivíduos envolvidos no hack do GTA 6, vale a pena mencionar que a misteriosa ‘Lily’ está offline desde que o adolescente de 17 anos do Reino Unido foi preso. Alguns afirmam que Lily sempre foi esse adolescente do Reino Unido; outros, incluindo a equipe do GTAForums, suspeitam que era outra pessoa”.

“Michael” afirmou que “fonte de aplicação da lei disse que pelo menos duas outras pessoas estão envolvidas no ataque contra a Rockstar e Uber, prisões adicionais são esperadas”. O suposto hacker que vazou cerca de 90 vídeos do GTA VI (Grand Theft Auto VI) e também hackeou a Uber já estava sendo investigado pelo FBI. Tanto a Rockstar quanto a Uber se pronunciaram sobre o assunto na última semana. “Acreditamos que esse hacker (ou hackers) estão afiliados ao grupo de hacking chamado Lapsus$, que está mais ativo ao longo do último ano”, disse a Uber.

Compartilhar: