Banco BRB atacado com ransomware; sistemas fora do ar

Paulo Brito
06/10/2022

Às 20h de ontem o Banco de Brasília ou BRB publicou nas redes sociais um comunicado informando instabilidade em seus sistemas. Na verdade, o banco sofreu um ataque segundo reportagem do jornalista Felipe Payão, do portal TecMundo, que recebeu a informação de um hacker supostamente com conexões ao incidente. O ataque teria ocorrido na última segunda-feira, diz a reportagem. O banco é estatal, tendo o Governo do Distrito Federal como seu maior acionista (96,85%), e foi criado em 1964 com o nome de Banco Regional de Brasília. Ele se chama Banco de Brasília desde 1986, tem ativos da ordem de R$ 17 bilhões, 3.800 funcionários e cerca de 600 mil clientes. A reportagem do Tecmundo informa que o ransomware utilizado foi o Lockbit e que os atacantes pediram 50 bitcoins para fornecer a chave de decodificação.

Veja isso
Banco PAN confirma incidente na área de cartões. Há vazamento
Banco do Brasil na mira do hacker que vazou o GTA 6

Desde terça-feira clientes do banco estão se queixando nas redes sociais e publicando telas de celulares mostrando operações não concluídas, a começar pelo acesso ao aplicativo do banco, assim como operações gerando mensagens de erro aleatórias. Há clientes informando que não conseguiram fazer operações como pagamento de boletos, por exemplo, nem mesmo após contato com os gerentes de suas agências. Um cliente disse no Twitter: “Já faz 2 dias que o banco BRB está deixando os clientes na mão. Há quem não tenha conseguido pagar a fatura do cartão de crédito do próprio banco, inclusive”.

No comunicado de ontem, o banco diz “O BRB informa aos seus clientes que está com intermitência nos sistemas. As equipes de tecnologia estão trabalhando para que o funcionamento seja normalizado o mais rápido possível“. O Twitter do banco também insinuou a existência do incidente com um post repetido a partir das 18h30 de hoje dizendo “o sistema financeiro vem sendo atacado nos últimos dias. O time BRB está empenhado em reestabelecer definitivamente todos os sistemas, com a maior celeridade”.

Na diretoria do Banco de Brasília não existe nenhum cargo cuja nomenclatura inclua a expressão “segurança da informação” ou uma semelhante. O tema está numa superintendência que cuida de riscos, segurança da informação e privacidade de dados.

Compartilhar: