Aviso aos navegantes #48 – Pobre biometria

Paulo Brito
26/09/2016
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

biometriaCertas coisas são únicas em cada um de nós, e a biometria faz uso dessas coisas para nos permitir acesso a recursos digitais. Como caixas automáticos por exemplo. Uns fazem leitura do desenho das veias das nossas mãos, outros leem impressões digitais e podem fazer leitura de íris também. Há tecnologias capazes de ler – sem tocar-nos – o perfil da batida do nosso coração, que é único. Em tese isso poderia garantir que somente em nossa presença o caixa automático desse acesso aos serviços e ao dinheiro. Mas um relatório da Kaspersky publicado hoje diz que já existem na Dark Web (ou Dep Web ou Dark Net) pelo menos 12 vendedores de dispositivos capazes de capturar e armazenar nossas impressões digitais para reutilizá-las sabe Deus como. Três outros grupos estão trabalhando para furtar dados de íris e de palma da mão. Se roubarem sua senha você pode fazer outra. Mas se roubarem suas digitais você faz o quê?

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest