Avast abre sua plataforma de mobile malware

Paulo Brito
19/10/2018
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Charlotte Empey

Semana que vem tem uma grande conferência em praga chamada Bank in Motion. O tema, claro, é tecnologia bancária e a haverá pelo menos um representante da Avast, a empresa que desenvolve um monte de soluções de segurança. O cara é Nikolaos Chrysaidos, que participará de um painel chamado “Respondendo aos Desafios de Atendimento ao Cliente”. Tem transmissão ao vivo neste link, que é interessante para quem consegue ouvir bem uma palestra em inglês (espero que seja em inglês, porque Nykolaos é grego).

Sua colega da Avast Charlotte Empey conta que ele vai falar sobre o foco que as novas ameaças de segurança cibernética estão fazendo no cliente, tentando se infiltrar nos vetores de serviços financeiros, dispositivos inteligentes e residências inteligentes. As ameaças bancárias móveis em particular, diz ela, evoluíram de forma traiçoeira para armadilhas sofisticadas que atacam o cliente naquilo em que ele menos presta atenção.

Um exemplo da crescente inteligência das fraudes bancárias móveis, detalha Charlotte, pode ser visto na versão mais recente do Trojan BankBotTrojan. “Os cibercriminosos escondem o malware dentro de simples aplicativos de lanterna e jogo de paciência para smartphones, que funcionam exatamente como deveriam, de modo que um usuário não vê sinais de que algo esteja errado”.

Ela continua: “Mas quando o usuário abre o aplicativo, o cavalo de Tróia é ativado e mergulha no sistema do telefone, integrando-se a qualquer aplicativo bancário que o usuário tenha. O BankBot tem a capacidade de imitar vários aplicativos oficiais de bancos, de modo que descobre qual deles o usuário possui e depois coloca uma tela de login idêntica sobre o aplicativo bancário. Os usuários acham que estão fazendo login no aplicativo do banco quando, na verdade, estão dando suas credenciais ao BankBot. Daí em diante os cibercriminosos têm a informação para usar como bem entenderem”.

“O BankBot é apenas um exemplo de quanto o malware se tornou devastador. Se não for controlada, essa nova onda de cibercrime, que atinge números sem precedentes, pode causar grandes danos”.

“Na Avast desenvolvemos a plataforma apklab.io para ajudar a equilibrar a balança. É a nossa plataforma móvel de inteligência contra ameaças, essencialmente um banco de dados avançado e crescente de todas as ameaças móveis conhecidas. Criamos essa plataforma como parte de nosso mecanismo de segurança cibernética que protege uma rede de centenas de milhões de usuários, e acreditamos que ela também pode ser útil para o restante da comunidade de segurança”.

“Estamos realizando alguns testes finais no apklab.io para verificar se ele está pronto para uso do público e o compartilharemos em breve com toda a comunidade. Vamos começar apenas por meio de convites. Quem estiver interessado em usar o apklab.io pode enviar um e-mail para apklab@avast.com”.

 

 

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest