bank-2907728_1280.jpg

Ataques pegam empresas de finanças no Brasil e EUA

Duas organizações do setor financeiro – uma no Brasil outra nos EUA – foram atingidas por ataques que expuseram documentos sigilosos
Da Redação
05/09/2021
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Há informações segundo as quais duas organizações do setor financeiro – uma no Brasil outra nos EUA – foram atingidas por ataques que expuseram documentos sigilosos: no Brasil, foram expostos documentos atribuídos à empresa FIB Bank e nos EUA os documentos são atribuídos ao Pacific City Bank. O incidente no Brasil aparentemente também tirou do ar o site do FIB Bank Garantias S/A, uma empresa com sede em São Paulo e especializada em fianças para contratos entre pessoas jurídicas, cujo presidente Roberto Pereira Ramos Júnior, prestou um depoimento à CPI da covid-19. A empresa se apresentou como garantidora de crédito da Precisa Medicamentos, numa organização feita para a compra da vacina indiana Covaxin. O depoente disse que a FIB BanK, apesar do nome, não é um banco, e apesar de ser uma pequena empresa, teria um capital social de R$ 7,5 bilhões.

O incidente foi reivindicado por uma pessoa ou grupo que se identificou como “EterSec #Anonymous” no Twitter. Nessa conta (@EterSec_) foi feita uma postagem com informações sobre o incidente. Na home page do FIB Bank, foi publicado um vídeo do coletivo Anonymous, no qual são feitos comentários sobre as ações do governo brasileiro na condução dos programas de saúde durante a pandemia de covid-19. As pessoas que cometeram a ação baixaram e ziparam 454 documentos da empresa e publicaram o zip num site de downloads. Grande parte dos documentos são arquivos PDF reproduzindo contratos entre a empresa e clientes, para transações inclusive com instituições governamentais.

Veja isso
Gasto global contra crimes financeiros atinge US$ 214 bi
Ataques cibernéticos são a ameaça número um ao sistema financeiro global

Nos EUA, o Pacific City Bank foi atingido por um ataque de operadores do ransomware AVOS Locker. O grupo afirma ter roubado arquivos confidenciais da empresa e ameaça vazá-los. No sábado, dia 4 de setembro de 2021, o grupo adicionou o nome do banco no seu site de vazamento de documentos e publicou algumas imagens como prova da invasão. Os cibercriminosos definiram a segurança implementada pelo banco como “horrível”. “O Pacific City Bank oferece excelentes serviços bancários e financeiros para empresas e consumidores. (mas eles têm uma segurança horrível) ”, diz a mensagem publicada no site ds vazamentos. “Se eles se recusarem a negociar, vazaremos todos os dados que temos. Em anexo estão alguns dos documentos que foram exfiltrados”.

O grupo publicou um arquivo ZIP chamado proof que contém uma série de documentos supostamente roubados do banco. O Pacific City Bank é um banco do estado da Califórnia, que iniciou suas operações em 18 de setembro de 2003. Foi fundado por um grupo de indivíduos com ampla experiência em bancos comunitários e vínculos com as comunidades empresariais locais.

Com agências de notícias internacionais

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest