Ataques e uso de nuvem crescendo em tempos de pandemia

O uso de ferramentas de colaboração em nuvem cresceu em até 600%, com o setor de educação liderando com o ensino à distância
Da Redação
28/05/2020
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

O home office trouxe um aumento de 630% nos ataques às contas em nuvem, sendo mais pesados nos setores de transporte, governo e manufatura. O uso corporativo generalizado de serviços em nuvem aumentou 50%, puxado principalmente pelas empresas de serviços financeiros e de manufatura, diz uma pesquisa global da McAfee chamada “Cloud Adoption & Risk Report – Work from Home Edition”. O estudo mostra um aumento de ataques cibernéticos direcionados a contas corporativas em nuvem, já que os funcionários das empresas estão trabalhando em casa devido à pandemia.

Com base em dados de mais de 30 milhões de usuários do McAfee Cloud em todo o mundo entre janeiro e abril, o relatório revela tendências significativas que incluem o aumento de ameaças nativas da nuvem, acesso de dispositivos não gerenciados e um aumento no uso de serviços em nuvem.

Veja isso
McAfee anuncia parceria para operações no Google Cloud
IBM anuncia solução de segurança para multi cloud

A pesquisa mostra que a maioria dos ataques externos visava serviços de colaboração, como o Microsoft 365, e eram tentativas em larga escala, para acessar contas em nuvem com credenciais roubadas. As ameaças internas permaneceram as mesmas, indicando que trabalhar em casa não influenciou negativamente a lealdade dos funcionários. O acesso à nuvem por dispositivos pessoais não gerenciados dobrou, adicionando outra camada de risco para os profissionais de segurança que trabalham para manter seus dados seguros na nuvem.

Em países como a Índia, a McAfee detectou um aumento de 700% nos ataques contra as aplicações nativas de nuvem. Um porta-voz da empresa afirmou que isso está acontecendo em todos os setores da economia: “Estamos testemunhando um aumento explosivo no trabalho remoto e na adoção de ferramentas colaborativas. Vimos ameaças nativas da nuvem se multiplicarem por sete. Isso mostra que os cibercriminosos são hábeis em ajustar suas estratégias e agora estão concentrando seus esforços para explorar a repentina aceleração na adoção de nuvem”.

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest