GAT Digital Banner
GAT Digital Banner

Ataque atinge operadora de ferry boats em Massachusetts

Incidente afetou os sistemas de TI baseados em solo da US Steamship Authority mas a segurança das embarcações não foi afetada
Da Redação
03/06/2021
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Operadores de ransomware não identificados atingiram com um ataque cibernético os sistemas da US Steamship Authority, o operador de todos os serviços marítimos públicos entre o continente no estado de Massachusetts e Cape Cod e as ilhas de Martha’s Vineyard e Nantucket. O serviço de balsas entre o continente e as ilhas ficou interrompido por algum tempo r houve atraso na emissão de bilhetes. De acordo com uma série de mensagens postadas na conta oficial da empresa no Twitter, o ataque ocorreu na manhã de ontem, 2 de junho. De acordo com a empresa de navegação, o incidente afetou os sistemas de TI em solo, mas a segurança dos navios não foi afetada. O ataque ocorre quando os turistas de verão começam a chegar para as férias de verão em Massachusetts.

Em outro incidente noticiado pelo The New York Times, hackers supostamente de origem chinesa atacaram em abril as redes da MTA, Manhattan Transit Authority, sem contudo conseguir acesso aos sistemas de controle dos trens. A segurança dos passageiros não foi comprometida. Na mesma época o governo federal dos Estados Unidos informou que cinco organizações governamentais foram invadidas por hackers estrangeiros por meio de um serviço VPN: os invasores exploraram uma vulnerabilidade de dia zero nos gateways Pulse Connect Secure ( CVE-2021-22893 ).

Veja isso
Caos em porto iraniano foi ataque de Israel, diz jornal
Mercado de guera eletrônica alcança US$ 26,2 bilhões em 2026

“O problema não afetou os sistemas de radar e GPS. As viagens programadas para as duas ilhas continuam, embora os clientes possam enfrentar alguns atrasos no processo de emissão de bilhetes ”, explicou um porta-voz da empresa. Um porta-voz da Guarda Costeira dos EUA em Massachusetts disse que o ataque de ransomware “não representava nenhuma ameaça à segurança dos passageiros”. O porta-voz acrescentou que o 1º distrito da Guarda Costeira dos EUA está trabalhando em conjunto com a Unidade de Segurança Cibernética de Massachusetts e que o FBI está atualmente liderando a investigação.

A operadora também disse que está trabalhando com autoridades federais e locais para determinar a origem e o alcance do ataque cibernético.

Com agências de notícias internacionais

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Inscrição na lista CISO Advisor

* campo obrigatório