App de chamadas de vídeo Houseparty é acusado de roubar senhas

Da Redação
02/04/2020

Usuários do aplicativo alegam ter tido senhas roubadas de contas de serviços como Snapchat e Spotify. Diante da repercussão negativa, a empresa anunciou a oferta de uma recompensa de US$ 1 milhão por evidências do que disse ser uma campanha difamatória

girl-1848477_640.jpg

O aplicativo de chamada de vídeo para celulares Houseparty, um dos favoritos de adolescentes, está sendo acusado de roubar senhas dos usuários. Diante da repercussão negativa, a partir de postagens de usuários no Twitter, a Epic Games, fabricante do Fortnite e dona do app, anunciou a oferta de uma recompensa de US$ 1 milhão por evidências do que disse ser uma campanha difamatória contra a empresa.

Centenas de tuítes surgiram nos últimos dois dias, alegando que o Spotify, Snapchat e outras contas de aplicativos nos smartphones das pessoas foram hackeados depois de baixar o Houseparty. “Nossa investigação descobriu que muitos dos tuítes que espalham essa alegação foram excluídos e notamos contas no Twitter suspensas”, disse Nick Chester, porta-voz da Epic Games, à Reuters.

Veja isto
Chama de vídeo serve para hackear WhatsApp
Falsa oferta de videochamada no WhatsApp

A Houseparty negou alegações de hackers. Em um post no Twitter, a empresa disse que todas as contas da Houseparty são seguras. “O serviço é seguro, nunca foi comprometido e não coleta senhas para outros sites”, afirma a empresa no post.

Na mensagem, a Houseparty diz estar investigando indícios de que os recentes rumores sobre hackers foram espalhados por uma campanha comercial de difamação para prejudicar a empresa. “Estamos oferecendo uma recompensa de US$ 1 milhão para a primeira pessoa a fornecer prova dessa campanha.”

Ultimamente, o aplicativo tem estado em destaque na lista dos apps mais baixados na Play Store do Google e na App Store da Apple.

Compartilhar: