Após acusações de ataques cibernéticos, Kremlin acusa EUA de ‘russofobia’

Governo russo diz lamentar a ‘tendência de acusar o país e os serviços especiais russos de todos os pecados’
Da Redação
22/10/2020
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Após novas acusações de ataques cibernéticos globais, que levaram ao indiciamento de seis hackers supostamente ligados a militares russos pelo Departamento de Justiça (DoJ) dos Estados Unidos, o Kremlin acusou o país de “russofobia”, citando uma tendência de acusar o país “de todos os pecados”.  

O DoJ acusa os hackers de cometerem uma série de crimes cibernéticos, desde desligar a rede elétrica da Ucrânia ao lançamento do ransomware NotPetya, que causou bilhões de dólares em prejuízos em todo o mundo, a ciberataques devastadores nas Olimpíadas de 2018 na Coreia do Sul.,

As acusações são parte de uma “russofobia frenética que obviamente nada tem a ver com a realidade”, disse o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, a repórteres, lamentando a “tendência de acusar a Rússia e os serviços especiais russos de todos os pecados”. “A Federação da Rússia e os serviços especiais russos nunca realizaram ataques cibernéticos, especialmente em conexão com os Jogos Olímpicos”, afirma.

Veja isso
Rússia é acusada de ataques para roubar pesquisas da covid-19
Ataques levam UE a medidas contra Rússia, China e Coréia do Norte

Esta é a primeira vez que a Rússia foi identificada como culpada por trás dos ataques aos Jogos Olímpicos sul-coreanos. Nesses incidentes, os invasores implantaram malware destrutivo chamado Olympic Destroyer para interromper os jogos de 2018. 

Os seis hackers, com entre 27 e 35 anos, são procurados pela Justiça americana. Eles são acusados de “realizar a série de ataques de informática mais destrutiva e preocupante já atribuída a um só grupo”, disse John Demers, vice-procurador-geral para a Divisão de Segurança Nacional, em coletiva de imprensa na segunda-feira, 19. Com agências de notícias internacionais.

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Inscrição na lista CISO Advisor

* campo obrigatório