Aplicativos de encontros vazam dados para anunciantes

Da Redação
17/01/2020
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Conselho Norueguês do Consumidor descobriu que os aplicativos como Tinder, Grindr e OkCupid vazam até coordenadas do GPS

Aplicativos de namoro como Grindr, OkCupid e Tinder vazam informações pessoais relevantes para empresas de tecnologia de publicidade, em possíveis violações das leis europeias de privacidade de dados. A afirmação está num relatório publicado terça-feira pelo Conselho Norueguês do Consumidor. O estudo afirma terem sido encontradas “sérias violações à privacidade” durante a análise de como empresas de anúncios on-line rastreiam e criam perfis de usuários de smartphones.

O Conselho, um grupo sem fins lucrativos financiado pelo governo norueguês, contratou a empresa de segurança cibernética Mnemonic para estudar dez aplicativos móveis para Android. Ela descobriu que os aplicativos enviavam dados do usuário para pelo menos 135 serviços de terceiros envolvidos em publicidade ou criação de perfis comportamentais.

“A situação está completamente fora de controle”, afirma o conselho, convocando os reguladores europeus a fazer cumprir o estrito Regulamento Geral de Privacidade de Dados do continente, ou GDPR. A maioria dos aplicativos, segundo o Conselho, não apresenta aos usuários mecanismos de consentimento legalmente compatíveis.

O Conselho já tomou medidas contra algumas das empresas examinadas, registrando queixas formais com a autoridade de proteção de dados da Noruega contra a Grindr, a plataforma de publicidade de aplicativos móveis MoPub, propriedade do Twitter e quatro empresas de tecnologia de anúncios. A Grindr envia dados, incluindo localização GPS, idade e sexo dos usuários para as outras empresas, informou o Conselho.

O Twitter disse que desativou a conta MoPub da Grindr e está investigando o problema “para entender a suficiência do mecanismo de consentimento da Grindr”. O aplicativo rastreador de período MyDays e o aplicativo de maquiagem virtual Perfect 365 também estavam entre os que compartilham dados pessoais com serviços de anúncios, informou o relatório.

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest