security-265130_1280.jpg

Apenas 7% das organizações no mundo têm boa cultura de segurança

A maioria, 92%, desenvolveu uma cultura de segurança apenas moderada, segundo estudo da CLTRe
Da Redação
29/09/2020
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Somente 7% das organizações no mundo demonstram ter uma boa cultura de segurança. A maioria, 92%, desenvolveu uma cultura de segurança apenas moderada. É o que revela o “Relatório de Cultura de Segurança – 2020”, que entrevistou 120.050 funcionários em 1.107 organizações em 24 países. Foram analisados 17 setores da indústria e os resultados revelam uma grande lacuna entre os segmentos considerados ricos e os pobres no que diz respeito à cultura de segurança.

O estudo realizado pelo braço de pesquisa recém-criado da KnowBe4 mostrou que os melhores desempenhos foram dos setores bancário, financeiro e de seguros e os piores os setores de educação, transporte e energia e serviços públicos.

O relatório também destaca que embora 94% das organizações concordem que a cultura de segurança é importante, um significado universal do termo ainda não foi definido. No entanto, nesse relatório de comparação de setores específicos, todos foram comparados de acordo com suas pontuações de cultura de segurança e em cada uma das sete dimensões que a CLTRe, a empresa de pesquisa que KnowBe4 adquiriu no ano passado, definiu: atitudes, comportamentos, cognição, comunicação, conformidade, normas e responsabilidades em cultura de segurança.

Veja isso
Como impedir que a infraestrutura legada prejudique a segurança
85% dos CISOs sacrificaram segurança para favorecer trabalho remoto

“Tanto a KnowBe4 quanto a CLTRe foram criadas porque o elemento humano da conscientização da segurança sempre foi mal atendido”, explica Kai Roer, diretor administrativo da CLTRe. “A cultura pode afetar significativamente a segurança de uma organização. Com essa pesquisa, pretendemos fornecer o estudo mais abrangente de dados relacionados à cultura de segurança cibernética. Nenhuma outra organização adotou essa abordagem única para avaliar a cultura de segurança usando sete dimensões diferentes em vários setores.”

Perry Carpenter, evangelista chefe e diretor de estratégia da KnowBe4 e ex-analista do Gartner que agora chefia a nova divisão, acrescentou: “Criamos a KnowBe4 Research como uma divisão de projetos especiais. Nossa missão é fornecer aos líderes de TI e segurança percepções baseadas em dados de alta qualidade e neutras para fornecedores relacionadas à segurança cibernética e ao elemento humano”.

Compartilhar:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest