Alerta do governo alemão para alto grau de risco cibernético

Relatório do governo da Alemanha informa que a atual situação de ameaça no ciberespaço é mais alta do que nunca
Da Redação
27/10/2022

Devido ao grande número de vulnerabilidades em software, ao fluxo contínuo de ataques cibernéticos e ao conflito na Ucrânia, a situação de ameaças no ciberespaço é maior do que nunca, de acordo com o governo alemão em um novo relatório de gestão para 2022. O relatório anual do Bundesamt für Sicherheit in der Informationstechnik (BSI), parte do Ministério do Interior alemão, analisa o período de junho de 2021 a junho de 2022.

Veja isso
Ataque na rede Metro/Makro da Áustria, Alemanha, França, Rússia
Fabricante alemã de chips Semikron comunica incidente

Em 2021, mais de 20.000 vulnerabilidades em software receberam um número CVE, um aumento de dez por cento em relação ao ano anterior. “Qualquer vulnerabilidade em produtos de software ou hardware é uma porta de entrada em potencial para invasores e põe em risco a segurança da informação de governos, empresas e sociedade”, disse o BSI. De acordo com a agência do governo alemão, o ransomware é atualmente a maior ameaça.

Como solução para o problema atual, o BSI olha principalmente para as medidas preventivas de segurança de TI, pois essas são as medidas mais eficazes, de acordo com o relatório anual. “Em um mundo digitalizado, o bem-estar da população depende mais do que nunca de quão bem estamos preparados para incidentes de segurança de TI. Todo sistema de computador que não pode ser hackeado, todo serviço digital que não pode ser interrompido contribui para o funcionamento de uma rede digitalmente conectada. Com as medidas certas, podemos combater a situação de ameaça. Não devemos afrouxar quando se trata de segurança cibernética”, disse o vice-presidente do BSI, Gerhard Schabhüser.

Compartilhar:

Últimas Notícias