Air Europa sofre violação e expõe dados de cartões de clientes

Em e-mail enviado aos clientes, a companhia aérea espanhola diz que, além de informações de cartão de crédito, expôs nomes, datas de nascimento, nacionalidades, bilhetes de identidade e informações de passaporte
Da Redação
26/03/2024

A companhia aérea espanhola Air Europa sofreu um ataque cibernético ao seu sistema de pagamento online que deixou expostos alguns dados de cartões de crédito dos seus clientes, informou a empresa em um comunicado na quinta-feira passada, 21.

A empresa enviou e-mails aos clientes que tiveram as informações de cartão de crédito roubadas e notificou as instituições financeiras, ainda segundo o comunicado. A Air Europa diz no e-mail que a violação de dados expôs também nomes, datas de nascimento, nacionalidades, bilhetes de identidade e informações de passaporte e números de telefone dos clientes. Mas ela não especificou, no entanto, o número de clientes afetados, nem estimou o impacto financeiro do ataque cibernético. A empresa disse que nenhuma outra informação foi exposta.

A associação espanhola de consumidores OCU recomendou que os utilizadores que recebam o e-mail sigam os conselhos da Air Europa e apelou ao órgão de vigilância da proteção de dados do país para investigar quando ocorreu o ataque cibernético, uma vez que o uso não autorizado dos cartões expostos pode ser anterior ao alerta da empresa.

Veja isso
Air Europa sofre violação e pede que clientes cancelem cartões
Violação à Air Canada atinge funcionários e ‘certos registros’

Em 2021, a companhia aérea foi multada pela má gestão de outra violação que afetou 489 mil clientes em 2018, segundo a associação espanhola de consumidores OCU. A Air Europa comunicou esse incidente 41 dias após o ocorrido, enquanto as empresas são obrigadas a fazê-lo no prazo de 72 horas.

A violação de dados da Air Europa ocorre no momento em que o International Consolidated Airlines Group, listado em Londres e Madrid, busca a aprovação dos órgãos reguladores de defesa da concorrência para adquirir os 80% restantes da participação que ainda não possui na Air Europa por € 400 milhões (cerca de US$ 434,5 milhões). Com agências de notícias internacionais.

Compartilhar:

Últimas Notícias