Agentes apreendem domínio do site de hacking BreachForums

Da Redação
26/06/2023

Três meses depois de agentes federais dos EUA prenderem Conor Brian Fitzpatrick, em Nova York, por comandar o site de venda de dados ilegais na dark web conhecido como BreachForums, as autoridades agora anunciam a apreensão do domínio do site de hackers.

Por um bom tempo, o BreachForums foi a comunidade preferida dos cibercriminosos de língua inglesa, que compartilhavam, anunciavam e vendiam dados pessoais roubados de uma variedade de sites e empresas. Em março, o FBI prendeu Fitzpatrick, acusando-o de ser o homem por trás do apelido “Pompompurin” e o administrador do BreachForums. Pouco depois, o novo administrador do site fechou o fórum, prometendo que nunca mais voltaria.

Na quinta-feira, 22, o conteúdo do antigo site foi substituído por um aviso de que as autoridades apreenderam o domínio. O aviso exibe dez logotipos de agências de aplicação da lei de todo o mundo, o logotipo BreachForums e  — no que parece ser um troll épico — uma imagem de um Pompompurin algemado, um personagem originalmente de Hello Kitty.

No início deste mês, no entanto, o novo administrador, conhecido como “Baphomet”, mudou de ideia e relançou o fórum em um novo domínio, juntando-se a outro notório grupo de hackers conhecido como ShinyHunters. “Olá, bem-vindo ao BreachForums (reencarnado)! Este fórum está de volta com a equipe original por trás do Breachforums”, dizia uma conta chamada ShinyHunters postada no novo fórum.

Veja isso
Operador do BreachForums na darknet é preso em Nova York
Fórum de hackers vaza dados de 478 mil membros do RaidForums

Em outro post, Baphomet escreveu: “Para aqueles que de alguma forma não estão por dentro, gostaria de deixar uma mensagem clara. Estabelecemos a comunidade mais uma vez […] Este é o nosso único domínio, nenhum outro domínio deve ser confiável.”

No início da semana passada, alguém vazou os dados pessoais de mais de 4.200 membros registrados no novo BreachForums, incluindo apelidos, endereços de e-mail associados, endereços IP, identificadores de mídia social, senhas embaralhadas e outros dados. Um dos administradores do novo site escreveu no Telegram que houve uma violação, acusando um fórum rival do hack, conforme relatado pela primeira vez pelo blog de segurança cibernética HackRead.

Compartilhar: