Ransomware-28.jpg

8% das organizações vítimas de ransomware pagaram resgate

Da Redação
21/03/2024

Novos dados revelam um aumento de 27% nos ataques de ransomware em 2023, com 8% das organizações afetadas recorrendo ao pagamento de resgates. Os números, extraídos do relatório Thales Data Threat Report de 2024, também sugerem que menos da metade das organizações estabeleceram planos formais de resposta a ransomware.

Além do aumento nos ataques de ransomware, o relatório identifica o malware como a ameaça de crescimento mais rápido, com 41% das empresas tendo reportado incidentes no ano passado. Os ataques de phishing e ransomware direcionados a ativos em nuvem, como aplicativos SaaS e armazenamento baseado em nuvem, também estão aumentando, colocando desafios significativos aos esforços de segurança de dados das organizações.

Além disso, o erro humano continua a ser uma das principais causas de violações de dados pelo segundo ano consecutivo, destacando a importância da formação e sensibilização dos funcionários na manutenção dos protocolos de segurança de dados.

O relatório também destaca a ligação crítica entre conformidade e segurança de dados. No ano passado, 43% das empresas que foram reprovadas nas auditorias de conformidade sofreram violações, na comparação com apenas 3% das organizações que estavam em conformidade. Esta correlação reforça a necessidade das empresas de dar prioridade à adesão às normas regulatórias para mitigar eficazmente os riscos de segurança.

A complexidade operacional continua a ser um desafio significativo, com apenas um terço das organizações capazes de classificar completamente os seus dados. Apesar dos esforços para simplificar os principais sistemas de gestão, as empresas ainda enfrentam obstáculos na navegação em ambientes multicloud e na evolução das regulamentações de privacidade de dados.

“As empresas precisam saber exatamente o que estão tentando proteger. Com as regulamentações globais de privacidade de dados em constante mudança, eles precisam ter boa visibilidade em toda a sua organização para ter alguma chance de permanecer em conformidade”, comentou Sebastien Cano, vice-presidente sênior da Thales Cloud Protection and Licensing.

Veja isso
Duas em cada três empresas de saúde pagaram resgate de dados
Universidades pagaram US$ 1,3 mi em resgate no ano passado

“Se há uma conclusão importante do estudo deste ano, é que a conformidade é fundamental”, disse o executivo, acrescentando que as empresas que mantêm processos de conformidade sólidos e passam com sucesso em todas as suas auditorias também têm menos probabilidade de sofrer uma violação.

“Começaremos a ver mais funções de conformidade e segurança se unindo. Este seria um grande passo positivo para fortalecer as defesas cibernéticas e construir a confiança dos clientes”, concluiu Cano.

O relatório da Thales extrai insights de uma pesquisa abrangente com quase 3 mil profissionais de TI e segurança em 18 países e 37 setores.

Para fazer o download do relatório Thales Data Threat Report 2024 (em inglês) clique aqui.

Compartilhar: