60% dos sistemas devem migrar para Kubernetes

Da Redação
05/07/2024

A Pure Storage (NYSE:PSTG), a pioneira em TI que fornece a tecnologia e os serviços de armazenamento de dados mais avançados do mundo, em parceria com a Dimensional Research, divulgou um estudo que revela a rápida adoção de plataformas nativas da nuvem para acelerar a entrega de aplicações e estimular a inovação nas empresas.

O relatório, “The Voice of Kubernetes Experts Report 2024: The Data Trends Driving the Future of the Enterprise”, explora as principais prioridades e tendências no cenário nativo da nuvem, incluindo virtualização moderna, banco de dados e adoção de IA/ML com Kubernetes e a ascensão da engenharia de plataforma. O relatório apresenta as melhores práticas comprovadas de líderes de plataformas avançadas, e serve como um roteiro para empresas que buscam dimensionar iniciativas com Kubernetes.

“Os líderes de plataforma mais experientes estão executando aplicações de missão crítica, como bancos de dados, análises e IA/ML no Kubernetes em grande escala em ambientes híbridos e multi-cloud. Não é surpresa que esses líderes também estejam abrindo caminho para que as VMs sejam gerenciadas pelo Kubernetes sem comprometer os requisitos empresariais, com o suporte de soluções como Red Hat OpenShift e Portworx. Esta pesquisa ressalta a urgência de elevar a função de engenharia de plataforma para gerenciar a infraestrutura junto com a pilha de aplicações para uma inovação contínua”, diz Murli Thirumale, vice-presidente e gerente geral de Portworx da Pure Storage.

A pesquisa, que representa líderes experientes e avançados de plataformas, foi realizada com 527 profissionais de TI com mais de quatro anos de atuação no gerenciamento direto de serviços de dados em ambiente Kubernetes. Confira abaixo as principais conclusões:

  • A maioria das novas aplicações será criada em plataformas nativas da nuvem: Nos próximos cinco anos, 80% dos entrevistados confirmaram que todos ou a maioria das suas novas aplicações serão construídas em plataformas nativas da nuvem. Os executivos preferem a flexibilidade de implementação em ambientes de nuvem híbrida, e 86% confirmam que executam a sua tecnologia nativa da nuvem em nuvens públicas e privadas.
  • A infraestrutura tradicional da VM está em um ponto de inflexão: Mais da metade (58%) das empresas planeja migrar algumas de suas cargas de trabalho de VM para Kubernetes, e 65% planejam migrar cargas de trabalho de VM nos próximos dois anos.
  • Dados no Kubernetes aceleram a entrega de aplicações: Quase todos (98%) os entrevistados executam cargas de trabalho com uso intensivo de dados em plataformas nativas da nuvem, com aplicações críticas como bancos de dados (72%), análises (67%) e cargas de trabalho de IA/ML (54%) criadas no Kubernetes.
  • A engenharia de plataforma é vital para o sucesso do que é nativo da nuvem: 96% dos entrevistados afirmam que já possuem equipes de engenharia de plataforma para aumentar a escalabilidade e flexibilidade de suas aplicações. Os executivos demonstraram vontade de investir em treinamento (63%), consultoria (60%) e contratação de engenheiros qualificados (52%) para apoiar esta função.

A ascensão das plataformas nativas da nuvem marca uma mudança fundamental na forma como as empresas conceituam, desenvolvem e implementam aplicações em escala. Reconhecendo os benefícios, as empresas estão migrando suas VMs para plataformas nativas da nuvem para ganhar mais escalabilidade, flexibilidade e simplicidade operacional – tudo isso enquanto reduzem os custos gerais.

Em meio a essa transformação, na última década o Kubernetes amadureceu de uma tecnologia emergente para um alicerce para aplicações modernas, suportando as cargas de trabalho com maior uso de dados que alimentam a inovação empresarial – desde análises em tempo real até IA e machine learning até bancos de dados e muito mais. Essa mudança trouxe mais importância ao papel do engenheiro de plataforma, responsável pelo gerenciamento da infraestrutura que permite o desenvolvimento, a implementação e o gerenciamento de aplicações em ambientes conteinerizados com eficiência.

“As últimas descobertas de dados da Portworx da Pure Storage confirmam o que temos visto em todos os setores: estratégias nativas em nuvem estão se tornando mais proeminentes com as empresas agora focadas na operacionalização de ambientes nativos em nuvem levando em conta os dados, segurança, sustentabilidade e custos. Os avanços nas pilhas nativas da nuvem e na engenharia de plataforma estão facilitando um desenvolvimento mais rápido e uma coexistência equilibrada de VMs e contêineres. Embora a migração de aplicações baseadas em VM para Kubernetes continue desafiadora, serviços de dados robustos e plataformas de contêiner estão viabilizando isso, permitindo um desenvolvimento acelerado, gerenciamento contínuo, automação e infraestrutura de TI otimizada”, diz Archana Venkatraman, diretora sênior de Pesquisa e Gerenciamento de dados na nuvem da IDC.
Leia o relatório completo: The Voice of Kubernetes Experts 2024: The Data Trends Driving the Future of the Enterprise

Compartilhar: