40% dos apps mais baixados têm vulnerabilidades

Paulo Brito
08/04/2015
40% dos apps mais baixados têm vulnerabilidadesOs aplicativos para smartphones disponíveis para download são seguros? Com essa questão em mente, especialistas da Codenomicon, fornecedora líder de soluções de segurança de software proativo, testaram os 10 apps gratuitos para Android mais baixados na versão brasileira da loja Google Play.O estudo, realizado no dia 16/03, encontrou falhas de segurança em quatro dos dez programas para Android mais procurados, com um total de 52 vulnerabilidades (8 delas consideradas críticas). As brechas estavam presentes em dois aplicativos de troca de mensagens, um de redes sociais e em um antivírus.Para realizar os testes, a empresa utilizou o software AppCheck, plataforma de análise que avalia todos componentes de terceiros utilizados na construção de um software. “Os desenvolvedores de aplicativos precisam investir mais na segurança de seus produtos, testando exaustivamente seus aplicativos antes de colocá-los no mercado”, destaca Emanuel Almeida engenheiro de sistemas da Codenomicon para a América Latina, que coordenou a pesquisa. “Em um dos programas avaliados, e que se apresenta como uma ferramenta de proteção, encontramos 46 vulnerabilidades”, destaca o especialista em segurança.

Segundo Almeida, o uso de aplicativos com vulnerabilidades pode facilitar a invasão do smartphone por parte de crackers (os hackers que usam seus conhecimentos para atos ilegais) ou mesmo provocar o mau funcionamento do aparelho, já que os programas podem simplesmente travar.

O AppCheck é uma plataforma de análise que oferece total visibilidade sobre a composição e a condição de risco de qualquer software e dispositivo, permitindo aos desenvolvedores e proprietários de ativos aprimorarem a segurança de suas tecnologias críticas para o negócio. Saiba mais em www.codenomicon.com/products/appcheck

Compartilhar:

Últimas Notícias