3° maior vazamento de dados da história: 1 bilhão de registros

Da Redação
05/07/2022

Um membro de um fórum frequentado por cibercriminosos anunciou no dia 30 de junho uma base de dados atribuída à polícia de Shangai, China, que conteria uma quantidade da ordem de um bilhão de registros de cidadãos, a maioria chineses. Se confirmado, esse seria o 3° maior vazamento de dados da história da segurança da informação, atrás apenas de Yahoo (3 bilhões) e sistema de identificação indiano Aadhaar (1,1 bilhão). O valor da venda é de 10 bitcoins.

Identificado apenas como “chinadan”, o cibercriminoso informou que a base de dados da polícia chinesa vazou em 2022, contendo vários terabytes de arquivos, incluindo os registros de cidadãos.

Veja isso
Atlassian sob ataque no Brasil, China EUA, Rússia…
Noruega diz que China está por trás de hack ao governo

Os bancos de dados contêm informações sobre 1 bilhão de residentes nacionais chineses e vários bilhões de registros de casos, incluindo:

  • Nome
  • Endereço
  • Local de nascimento
  • Número de Identificação Nacional
  • Número de celular
  • Todos os detalhes do crime/caso

O cibercriminoso disponibilizou amostras em três diferentes arquivos, cada um com 250 mil registros. Sergey Shykevich, gerente do grupo de inteligência de ameaças da Check Point Software comenmtou oque “nesse caso, como um enorme banco de dados de informações pessoais vazou, há uma grande chance de que os cibercriminosos possam usar esses dados para ataques de phishing e spear-phishing. Uma vez que o banco de dados também inclui números de celular, alertamos e recomendamos que as organizações na China estejam preparadas para uma possível onda de ataques de smishing”.

Compartilhar: