business-3159208_1280.jpg

2T 2024 tem recorde em roubos de criptomoedas

Da Redação
01/07/2024

Os hackers roubaram mais de US$ 570 milhões em ativos de plataformas criptográficas no segundo trimestre do ano de 2024. De acordo com a empresa de segurança de blockchain Immunefi, isso eleva o total do ano para mais de US$ 920 milhões. A fraude representou apenas 1,5% do total roubado, enquanto o restante foi perdido devido a violações das plataformas. O maior hack do ano continua sendo o de US$ 305 milhões da plataforma japonesa de negociação de criptomoedas DMM Bitcoin.

Veja isso
Perdas com criptophishing chegam a US$ 47 mi em fevereiro
Cryptojacker rouba credenciais da AWS no GitHub em 5 minutos

As perdas totais do segundo trimestre de 2024 representam um aumento de 112% em comparação com o segundo trimestre de 2023, quando hackers e fraudadores roubaram US$ 265.481.519, diz o relatório da Immunefi. As duas redes mais visadas no segundo trimestre de 2024 foram Ethereum e BNB Chain. A rede do Ethereum sofreu o maior número de ataques individuais, com 34 incidentes, seguida pela BNB Chain, com 18 incidentes, e pela Arbitrum, com quatro incidentes. No total, foram recuperados US$ 26.736.000 dos fundos roubados em quatro incidentes.

“Este trimestre ilustra de que forma os comprometimentos de infraestrutura podem ser os hacks mais devastadores em criptografia, já que um único comprometimento pode levar a milhões em danos. Isto ficou evidente durante este trimestre, onde as perdas aumentaram principalmente devido a hacks direcionados à infraestrutura CeFi, ultrapassando o DeFi, apesar de um número menor de hacks nesse setor. Medidas robustas para salvaguardar a totalidade do ecossistema são cruciais”, disse Mitchell Amador, CEO da Immunefi.

Compartilhar: