Scanner Netsparker registra prova de vulnerabilidade explorada

184x86_Netsparker_72dpiA Netsparker, empresa que desenvolve ferramentas de scanning automático, acaba de lançar as novas versões do Netsparker Desktop e do Netsparker Cloud. As novas versões permitem que os usuários automatizem ainda mais das tarefas de pré-análise e facilitam as tarefas de que vem após o scanning, especialmente quando se trata de escanear centenas ou milhares de aplicações web, produzindo resultados mais precisos .

Uma das principais novidades é que agora os scanners apresentam uma ou mais provas de que as vulnerabilidades foram exploradas por alguém. Desse modo, os usuários não precisam procurar pelas provas manualmente. A Netsparker afirma que é pioneira com o conceito de autoverificação de vulnerabilidades exploradas.

Outra novidade das novas versões é que os usuários não precisam mais passar pelo processo de configuração de regras de reescrita de URL. As últimas versões dos scanners Netsparker configuram automaticamente as regras de reescrita de URL para rastrear e analisar o site de destino de forma mais eficiente.

Mudaram também as políticas de scanning, agora melhor otimizadas, o que significa varreduras mais rápidas em aplicativos web, já que poucas pessoas têm tempo para otimizar manualmente as políticas de scanning. As novas versões dos scanners Netsparker têm um novo controle de otimização de politicas de varredura, que permite aos usuários otimizá-las automaticamente.

O white paper das novas versões está em

https://www.netsparker.com/whitepaper-automating-configuration-url-rewrite-rules-netsparker-web-application-security-scanners/

Compartilhe
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin