busca twitter linkedin facebook fale anuncie blogs eventos categorias home headlines instagram home apex chemicals

Brasileiro descuida de segurança do celular

Avast Mobile SecurityA maioria dos brasileiros não adota medidas de segurança para garantir a privacidade em seus celulares. Essa é uma das conclusões da última pesquisa publicada sobre esse tema pela Avast, fabricante do sistema de segurança mais confiável do mundo para dispositivos móveis e PCs. A maioria dos usuários brasileiros de dispositivos móveis se declara preocupada com a segurança de seus dados, indica a pesquisa, mas faltam a eles as boas práticas de segurança: só 39,0% dos smartphones são bloqueados com senha, indica o estudo da Avast, desenvolvido em outubro de 2015. Na mesma pesquisa, 75,95% se declararam preocupados ou muito preocupados com a possibilidade de que alguém visse informações pessoais em seus dispositivos.

“Embora os brasileiros estejam de fato preocupados com a privacidade, há una desconexão entre essa preocupação e as medidas que tomam para proteger a si mesmos”, disse Vince Steckler, CEO da Avast. “Os usuários têm uma grande variedade de dispositivos e senhas, e quando se sentem incomodados tendem a fazer práticas não-seguras, que colocam em perigo sua privacidade”.

Em Março, pesquisadores da Avast instalaram hotspots Wi-Fi com nomes comuns junto ao estande de registro do World Mobile Congress no aeroporto de Barcelona. O World Mobile Congress é um grande evento ao qual comparecem mais de 100 mil profissionais das indústrias de tecnologia e telecomunicações. Em apenas quatro horas, mais de 2 mil usuários expuseram seus dados ao risco de serem espionados ou hackeados, conectando-se a esses hotspots. A Avast viu mais de 8 milhões de pacotes de dados, incluindo quais sites as pessoas estavam visitando, e seu tráfego ao fazerem buscas no Google, checagem de emails e uso de aplicativos como os de música e de encontros.

Numa pesquisa em 2014, a Avast descobriu que 53% dos brasileiros se conectavam a redes Wi-Fi gratuitas em áreas públicas; contudo, menos de 7% dos entrevistados disseram que utilizavam uma VPN ou um proxy para proteger seus dados. Oito em cada dez entrevistados no Brasil disseram que se conectavam a um Wi-Fi público gratuito ao menos uma vez por mês.

O que precisa ser feito

A consciência sobre as ameaças que rondam dispositivos móveis e PCs precisa ser ampliada, assim

como a de que existem soluções para a proteção contra esses riscos. A Avast Software tem feito pesquisas sobre privacidade e experimentos como criar falsos hotspots Wi-Fi para mostrar às pessoas os riscos de se conectarem a Wi-Fi públicos sem a devida proteção. Para ajudar os consumidores a resolver suas preocupações com a privacidade, a Avast dispõe de vários produtos de segurança, incluindo o Avast Free Antivirus para desktops, o aplicativo Avast Mobile Security para smartphones e tablets, que protegem as pessoas de vírus e outros ciberataques, e também o Avast SecureLine VPN, que criptografa e protege a comunicação das pessoas em redes Wi-Fi públicas.

Ciso_logo_75porcento