Ameaças móveis quase dobraram em um ano

int_Security_i_hrz_rgb_3000

  

McAfee detectou mais 1,4 milhões de novas ameaças móveis apenas no terceiro trimestre do ano passado

 

Segundo o Relatório de Ameaças do McAfee Labs, parte da Intel Security, as ameaças móveis continuam crescendo rapidamente em todo o mundo. Apenas no terceiro trimestre de 2015 o McAfee Labs detectou quase 1,4 milhões de novas ameaças móveis, crescimento de 16% referente ao trimestre anterior.

 

O total de malwares móveis já detectados pelo McAfee Labs quase dobrou no último ano. No terceiro trimestre de 2015 a empresa contabilizava aproximadamente 10 milhões de amostras de malwares móveis, enquanto no terceiro trimestre de 2014 o número era de 5 milhões de amostras.

 

As taxas regionais de infecção por malwares móveis no terceiro trimestre de 2015 mostram que a África é o continente com maior taxa de infecção por este tipo de ameaça (14%), seguido pela Ásia (10%), América do Sul (8%), América do Norte (6%), Europa (5%) e Oceania (4%). A taxa global de infecção por malware móvel teve um aumento de 2% para 7%, se comparada ao trimestre anterior. No entanto, se comparada ao terceiro trimestre de 2014, a taxa de infecção caiu de 15% para 7%.

 

Segundo Fabiano Tricarico, gerente de consumer da Intel Security do Brasil, as infecções não aumentaram na mesma proporção das amostras devido a aperfeiçoamentos nas defesas dos sistemas operacionais, enquanto o aumento nas amostras pode refletir as tentativas dos atacantes de contornar essas defesas.

 

O total de malwares continua a aumentar e já somam 460 milhões de amostras. O McAfee Labs estima que, assim que forem computados os dados de todo o ano de 2015 o “zoológico de malwares” deva ultrapassar a marca de meio bilhão de amostras. Atualmente o McAfee Labs contabiliza 327 novas ameaças a cada minuto ou mais de cinco por segundo.

 

Compartilhe
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin